o universo tem um fundo falso.

de vez em quando há coisas que têm tudo para dar certo e não dão. não dão. e ninguém sabe porquê nem ninguém nunca saberá. segues a receita do livro à risca e o bolo afinal sabe mal. que podias ter feito mais senão isso? inquieta porque a bilateralidade é incoerente, e dois mais dois só são quatro em dias de sol. e porquê? porquê? morre-te um doente e tu dizes que fizeste tudo e não chegou, mas como é que tudo não chega? que injustiça porem-nos aqui num mundo onde o tudo pode não chegar, onde nem disso estamos certos. onde não há axiomas matemáticos que nos valham, ou constantes de Plank. 

tu, por exemplo, vives em busca da perfeição porque acreditas que se a atingires vais ser feliz. mas e se agora te disser que não? que não adianta, porque a perfeição pode não chegar. o que é que fazes, o que é que vais fazer? o que é que ainda te faz sentido?

*Carolina*

3 comentários:

Ricardo Jorge disse...

Não escrevas em código. o fundo de investimento que sugeri era para ser composto apenas por obrigações titularizadas ou seja, tinha tudo para dar certo. Quizeram incluir outras obrigações ou seja adulteraram a "receita" motivo pelo qual não serei eu o responsável pelo resultado final. Se o "bolo" ficar mais "saboroso" dou-lhes os parabéns. Se o estragaram o problema não é meu.

Ricardo Jorge disse...

já agora... mesmo que nâo publiques o meu comentário anterior não há problema. por vezes tenho lapsos de memória mas a verdade é como o azeite e a água... O azeite fica sempre por cima.

Lua Escondida* disse...

Já tinha saudades disto :')

Invisible Woman (55) Alice (49) One more (49) Carolina (37) S. (33) Amy (19) Dee Moon (7)